Como economizar no mercado: super dicas para gastar menos

Larissa Carvalho

| 9 minutos para ler

imagem de uma família no mercado

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Saiba como diminuir o preço da conta do mercado!

Você sabe como economizar no mercado? Esta é uma questão de grande interesse, já que trata-se do local em que compramos alimentos, bebidas, produtos de limpeza e higiene pessoal, todos fundamentais para o dia a dia.

Porém, nem sempre é tão fácil se controlar quando se está neste lugar, já que são tantas promoções, ofertas e novidades que temos vontade de encher o carrinho, mesmo quando fomos até lá para comprar apenas alguns poucos itens.

Se você quer saber o que fazer para economizar nos mercados, então veio ao lugar certo.

Confira nossas dicas e tenha um desafogo importante no orçamento!

Como economizar no mercado a partir de hoje?

Quando se fala sobre como economizar dinheiro, é normal pensar apenas em coisas grandiosas e que economizem centenas ou milhares de reais. Porém, qualquer economia conta, mesmo que seja pequena.

Na verdade, saber como economizar no mercado é algo que pode até mesmo melhorar a sua qualidade de vida.

Se conseguir economizar R$ 500 por mês, são R$ 6 mil por ano e R$ 60 mil em 10 anos. Pensou ter R$ 60 mil na sua conta sem precisar de nenhum esforço enorme?

Pois é, o potencial da economia nos mercados é grande! Dá só uma olhada no que fazer para cortar custos:

Considere comprar em atacadistas

É nos atacadistas que muitos donos de mercados de menor porte compram seus produtos. Logo, eliminar um intermediário faz com que você diminua bem os custos com suas compras.

É importante citar que muitos produtos são mais baratos em atacadistas até mesmo quando adquiridos no varejo, ou seja, em menor quantidade.

Como eles fazem acordos de maior porte com os fornecedores, é possível encontrar preços diferenciados nesses tipos de mercado.

Se for o caso, divida as compras com outra pessoa

Seja para compras no atacado ou no varejo, pode ser que você ainda ache os atacadistas muito grandes para você.

Então, considere ter outra pessoa para dividir as compras, como amigos ou parentes.

Assim, será possível aproveitar preços ainda melhores e que ajudarão a todos os envolvidos.

Saiba quanto você pode gastar

Com tantas opções no supermercado, ir sem um orçamento é quase uma perdição. Afinal, são tantos produtos legais, saborosos e interessantes que temos vontade de montar um mini-mercado dentro de casa, embora isso não seja necessário.

Ter um planejamento financeiro é essencial para várias vertentes da vida, inclusive para quem quer saber como economizar no mercado. Afinal, assim você evita gastar mais do que pode.

Faça suas contas e separe um valor fixo mensal para gastar nos mercados. Assim, já terá uma previsão das contas, o que é excelente para manter tudo devidamente controlado.

mãe brincando com o filho que encontra-se dentro do carrinho de super mercado enquanto fazem compras

Leia mais: Lista: 100 dicas para você economizar dinheiro

Tenha uma lista de compras

Você não vai a um depósito de materiais de construção sem saber o que quer comprar, né? Então, por que vamos ao supermercado sem planejar antes o que pretendemos levar de lá?

Essa é uma comparação até engraçada, mas que ajuda no processo de como economizar no supermercado. Vá até lá sabendo o que você precisa comprar para evitar trazer o que é desnecessário.

Ter uma lista de compras nos ajuda a comprar só aquilo que realmente precisamos.

Caso contrário, o desejo será o de encher o carrinho com várias coisas que não são essenciais e, portanto, podem prejudicar o orçamento.

As listas também ajudam a não esquecer de nada que você precisa e, assim, ter que sair para ir atrás desses itens.

Antes de sair, passe pela geladeira, pela despensa e pelos armários, veja o que está faltando e anote em um bloco de notas ou mesmo no seu celular. Assim, não se esquece de nada e também não traz o que não precisa.

Evite ir ao mercado com fome

Está com fome? Então evite ir ao mercado. Se não for possível evitar, primeiro se alimente e depois vá. Caso contrário, a barriga roncando te fará pegar um monte de produtos de que você não precisa.

Imagina só: você está com a barriga roncando e, por isso, compra salgadinhos, pacotes de batatas fritas, biscoitos recheados, latinhas de refrigerante, sanduíches prontos, balas, chocolates e vários outros itens que realmente podem matar a sua fome. Porém, tudo isso encarece (e muito!) a sua conta.

Tais ambientes são planejados de modo a incentivar as compras por instinto.

Não é por acaso que as prateleiras com salgadinhos, guloseimas e geladeiras com refrigerantes, sucos e cervejas ficam perto dos caixas, já que quem estiver na fila ficará olhando para tudo aquilo por um bom tempo!

Evite ao máximo ir com fome. Se não tiver outro jeito, primeiro passe em uma lanchonete (pode ser no próprio supermercado), mate sua fome e só depois comece a fazer suas compras.

Fique de olho nas ofertas e promoções

Seja na televisão, no rádio, na internet ou em outras plataformas, os mercados veiculam suas ofertas ao público.

Vale a pena prestar bastante atenção no que está sendo ofertado, o que ajuda a economizar nas compras.

Porém, ainda assim, não se esqueça de comprar apenas o que realmente precisa!

Compare as promoções entre os diferentes mercados

Esse não é um costume tão forte nos dias de hoje, em que procuramos por tantas coisas na internet, mas uma boa e velha pesquisa presencial nos supermercados da região pode te fazer economizar uma bela quantia no final das contas.

Além de ficar de olho nas promoções, é importante compará-las entre diferentes mercados para saber qual deles tem as melhores propostas.

Ainda que isso tome um pouco do seu tempo, o resultado deve ser uma bela economia no final do mês.

Você não precisa comprar tudo no mesmo lugar não, viu? Veja o que está mais barato em cada estabelecimento e compre o que precisa ali.

Depois, parta para outro em que os itens faltantes são vendidos a um preço menor e complete suas compras do mês.

Baixe os aplicativos e participe dos clubes de desconto

Vários mercados possuem aplicativos e clubes de desconto. Basta que você se cadastre para que tenha acesso a ofertas exclusivas, às vezes ainda melhores do que as que são veiculadas nas mídias.

Além disso, ao ter todos eles instalados em seu celular, fica mais fácil comparar o que eles oferecem.

Evite fazer compras parceladas

Um dos grandes erros de planejamento financeiro é querer parcelar as compras de mercado, o que não dá certo mesmo no curto prazo.

Imagine que você parcela a compra de janeiro em três vezes. Depois, parcela a de fevereiro e a de março, todas em três parcelas.

Sem contar as variações de prazos de cada cartão de crédito, você deve pagar uma parcela em fevereiro, duas em março, três em abril (quase uma compra inteira), duas em maio e uma em junho.

Além de acumular as parcelas, você estará pagando por algo que já consumiu há muito tempo, o que não é a melhor das estratégias.

Vale mais a pena fazer compras reduzidas até desafogar o orçamento, mas sempre pagando à vista.

Veja se vale a pena comprar em maior quantidade

É comum que os mercados ofereçam preços especiais quando são adquiridos produtos em maior quantidade, como leve dois e pague três, por exemplo.

Se for algo de que você precisa, compensa comprar em maior quantidade, o que pode até mesmo evitar que compre a mesma coisa na próxima oportunidade.

Porém, preste bem atenção nos preços e veja se a oferta realmente tem desconto e não se trata de uma “maquiagem” nos valores.

Evite ficar passeando no mercado

Passear entre os corredores do mercado deve fazer com que seu carrinho fique maior, cheio de produtos que você não precisa.

Prefira passear em outros lugares, como em parques e praças. Assim, ainda ganha algumas doses de ar fresco em seus pulmões!

Separe uma parte do orçamento para guloseimas e afins

Mesmo com um grande planejamento de como economizar no mercado, não podemos ser hipócritas e dizer que não vamos comprar nada além do que é extremamente essencial.

Se você consegue, parabéns, mas essa é uma tarefa difícil!

O que você pode fazer é separar uma parcela do valor das compras para salgadinhos, doces, balas, bebidas e afins.

Assim, dá para conter os impulsos de consumo e ainda economizar um pouco, já que comprar em restaurantes e lanchonetes costuma ser mais caro.

Faça o menor número possível de compras ao longo do mês

Não é raro ir ao mercado com uma lista pequena e voltar com vários outros itens, não é?

Isso acontece pelas compras em impulso e também pelo planejamento de tais estabelecimentos, que querem nos fazer comprar cada vez mais.

Por isso, se você conseguir reduzir o número de idas ao mercado, melhor. Assim, diminuem as chances de comprar mais que o necessário.

Descubra quais produtos são mais baratos em cada mercado

Você já reparou que alguns mercados trabalham com faixas de preço melhores para produtos específicos?

Alguns são mais baratos que os outros em frios, outros em laticínios, outros em produtos não-perecíveis e por aí vai.

Preste atenção nas faixas de preço de cada mercado e busque saber quais são melhores para cada categoria de produto.

Às vezes, por terem negociações especiais com as marcas, eles conseguem repassar um valor menor aos clientes.

Considere os produtos para consumo imediato

É legal ficar de olho naqueles produtos para consumo imediato, cuja data de validade esteja mais próxima que a dos demais, desde que eles façam parte da sua lista de compras.

Os supermercados costumam ter uma ou algumas seções de produtos para consumo imediato, que são aqueles cuja data de validade está mais próxima e, por isso, são vendidos a preços menores que os normais.

Que tal aproveitar essa oportunidade?

Algumas pessoas podem pensar que os produtos não estão em boa qualidade, mas pense que eles estavam nas mesmas gôndolas tradicionais há alguns dias e, como estão se aproximando do prazo, foram realocados para uma seção diferenciada, o que não tira em nada sua qualidade.

Porém, sempre preste atenção na data de validade para não comprar algo que não conseguirá comer antes do vencimento.

Com um planejamento simples, dá para economizar bastante nas compras, já que os preços costumam ser bem menores do que os tradicionais.

Vá com a calculadora em mãos

Vamos supor que você definiu que pode gastar R$ 300. E então, como economizar no supermercado agora que já sabe disso? É simples: mantenha a calculadora do seu celular em mãos!

Coloque lá os R$ 300 e, a cada produto que pegar, subtraia o valor na hora. Assim, você saberá exatamente quanto ainda tem para gastar.

Em um primeiro momento, pode parecer que isso te fará levar menos coisas do que precisa, mas a verdade é que te ajudará a cortar itens desnecessários. Se o orçamento estiver chegando ao fim e ainda faltar alguns produtos, veja o que está no carrinho, pense no que não precisa e some aquele valor novamente nas contas!

 Experimente arredondar os valores para cima

Essa é uma dica bem simples, que pode te parecer estranha, mas também é uma excelente alternativa de como economizar no supermercado: arredonde os valores para cima na hora de fazer as contas.

Ainda no exemplo acima, do orçamento de R$ 300, se o feijão está a R$ 6,59, conte como R$ 7. Se o litro do leite sai por R$ 2,79, coloque R$ 3,00.

Se o presunto está a R$ 2,29 a cada 100 gramas, calcule como R$ 3. No final das contas, você terá gasto alguns reais a menos e ainda eliminará o que não precisa tanto!

Experimente novas marcas e produtos

Pode ser que você sempre compre a mesma marca de leite ou que seja fã daquele desodorante que já usa há anos, mas que tal tentar mudar um pouco e escolher outros produtos que podem estar mais baratos?

Um real aqui, dois ali, três acolá, e o resultado pode ser uma conta bem menor com os mesmos produtos – e, quem sabe, surpresas bem agradáveis em relação à qualidade.

 Não vá ao supermercado com pressa…

Está muito atarefado hoje? Então é melhor deixar para ir amanhã ao supermercado, já que a pressa pode te fazer pegar produtos que não precisa ou escolher opções mais caras que as outras nas gôndolas.

Reserve o tempo necessário para fazer suas compras e evite confusões que podem te custar bons reais!

 …Mas nem com muito tempo

O oposto também se aplica: ir com tempo demais pode te fazer percorrer os corredores por várias vezes e, assim, encher o carrinho com itens que você não precisa.

É claro que não é necessário programar um alarme para sair correndo, mas quem quer saber como economizar no supermercado deve prezar pela praticidade, ou seja, comprar o que precisa e é isso.

Evite levar as crianças ao supermercado

Se nós, que somos adultos, já ficamos encantados com a quantidade de produtos, as propagandas e tudo que envolve os supermercados, quanto mais os pequenos, que ficam com aquele brilho nos olhos quando vêem as balas, chocolates, salgadinhos e biscoitos, entre outros.

Deixe os pequenos na casa dos tios, dos avós ou de amigos de sua confiança e faça suas compras mais tranquilo – e provavelmente gastando menos.

Use o que tem em casa antes de comprar

Por último, mas não menos importante, temos uma dica de como economizar no supermercado que não é aplicada no próprio supermercado, mas também ajuda muito: olhar bem o que tem em casa e usar antes de comprar novos produtos.

Pode ser que tenha sobrado um pouco de carne, algumas latas de milho, aquele sabonete que não é o seu preferido e o shampoo que já está há algum tempo em sua casa, mas é importante usá-los antes de comprar outros, o que ajuda a economizar bastante.

No caso das refeições, planeje-as com o que você tem em sua casa até que tenha acabado com todos os alimentos. Assim, evita-se o desperdício e as compras desnecessárias.

família composta por pai, mãe e filha passando por um dos corredores e um mercado com seu carrinho de compras

Leia mais: É verdade que muitas dívidas podem gerar problemas de saúde?

Aprendeu como economizar no mercado? Então coloque em prática a partir de hoje!

Viu como não é nenhum bicho de sete cabeças?

Basta um planejamento simples para conseguir cortar uma boa parcela dos seus custos com mercado e ainda assim ter tudo o que precisa em sua despensa, até mesmo aqueles agradinhos e guloseimas.

Deixar de fazer compras não é uma opção, então precisamos pensar no que pode ser feito para cortar os gastos sem abrir mão de ter o que você realmente precisa em sua casa.

Deve ser um pouco complicado no começo, mas é normal se acostumar com o passar do tempo.

Depois de saber como economizar no mercado, caso esteja com o orçamento um pouco apertado e tenha que recorrer aos cartões e parcelamentos para suas compras, conheça as opções de crédito do Bom Pra Crédito e organize sua vida financeira de um modo simples, descomplicado e que cabe no seu orçamento!]

E aí, você tem outras dicas? Já aplicou algumas das que comentamos por aqui? Deixe sua opinião nos comentários e até a próxima!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *