Cadastro Positivo: entenda por que ele é essencial para você

Larissa Carvalho

| 3 minutos para ler

mulher de terno cinza e camisa branco fazendo sinal positivo com a mão direita

Continua depois da publicidade

premio reclame aqui 2020

Já ouviu falar em uma tipo de “rede social” para bons pagadores? Então, conheça o Cadastro Positivo

Já ouviu falar nele, o Cadastro Positivo? Podemos seguir a lógica do seu oposto, o cadastro negativo, que reúne informações de pessoas que estão inadimplentes na praça.

Dessa forma, o positivo é uma espécie de lista do bem dos bons pagadores no mercado. 

O que é o Cadastro Positivo?

Criado em 2011, o Cadastro Positivo está ativo desde 2013, mas pouca gente escolhia fazer parte dele.

Desde abril de 2019, o presidente Jair Bolsonaro aprovou mudanças que permitem que bancos e empresas incluam o nome de consumidores nessa lista sem precisar de autorização prévia. 

Quem não quer o compartilhamento de suas informações, precisa solicitar a exclusão do nome do banco de dados.

Para cancelar o seu cadastro positivo é preciso procurar entidades como o SPC, Serasa, Quod e Boa Vista, seja por telefone, internet ou fisicamente, e informar seus dados pessoais.

De acordo com todo o processo, eles precisam excluir o seu cadastro em até dois dias úteis.

Mas, por que é uma boa ideia disponibilizá-los por lá? Com o Cadastro Positivo, as empresas que você pede crédito podem avaliar mais rápido seu comportamento.

Lembrando que antes elas só tinham a movimentação do cadastro negativo. 

Isso pode significar melhores condições de empréstimos, benefícios como taxas menores ou até um limite de crédito maior.

Caso você solicite um empréstimo pessoal pela plataforma do Bom Pra Crédito, por exemplo, está sujeito a uma análise de crédito para ter o seu dinheiro liberado. 

Ter uma boa pontuação no seu Cadastro Positivo já é uma grande vantagem para a pré-aprovação do seu empréstimo, e apesar das financeiras levarem também outros requisitos em consideração, você já sai na frente tendo isso ao seu lado.

Além disso, profissionais autônomos que não têm como comprovar renda podem usar as informações do Cadastro Positivo para conseguir um financiamento.

E, por fim, essas informações podem ser importantes ainda na hora de renegociar uma dívida.  

Leia mais: Score Baixo: O que é, O que Significa e Como Resolver

carteira de couro preta com saldo positivo de três nitas de cem reais

Como funciona?

As empresas que concedem crédito, como os bancos do sistema financeiro, realizam vendas a prazo ou tenham pagamentos continuados do consumidor (concessionárias de energia, telefonia, água etc) repassam as informações do consumidor para os especialistas em análise de crédito, como Boa Vista, Serasa e SPC. 

O consumidor deverá ser comunicado em até 30 dias de que seu cadastro foi aberto. A partir daí, o compartilhamento desses dados gera a sua pontuação, também chamado de score – uma nota que reflete o risco de calote de cada pessoa.

Com o Cadastro Positivo aberto, todas as contas pagas e transações feitas por você começam a ser registradas no seu “currículo financeiro”. Você também pode acessar as suas informações e monitorar como anda a sua nota por lá. Quando sua nota cai ou aumenta, você pode ser avisado. 

É seguro fazer parte desse cadastro?

Hoje em dia todo cuidado é pouco, principalmente com dados na internet. É por isso que é muito natural pensar sobre a sua segurança com boa parte da sua vida exposta assim. Mas, calma, não é todo mundo que pode ter acesso a essas informações.

Nem você pode obter  esse tipo de dado sobre outras pessoas de maneira tão fácil. Apenas as empresas de serviço, comércio e instituições financeiras vão ter acesso a eles, e você tem a garantia de que eles não podem ser usados para outros fins a não ser o de análise de perfil financeiro. 

Leia mais: Renegociação de cheque especial, tudo o que você precisa saber

homem de camisa branca estudando como aplicar para o cadastro positivo

Como fazer o Cadastro Positivo?

Lembra o que falamos no começo? Desde o ano passado, todas as pessoas físicas e jurídicas financeiramente ativas foram automaticamente inseridas no Cadastro Positivo. Se você possui empréstimos, financiamentos, compras a prazo com carnê/cartão de crédito, ou contas de consumo, como água, luz, gás e telefone, você já deve fazer parte dele. 

Mas, para confirmar se o seu está ativo, dá para acessar esse site do Serasa e fazer o login. Se não conseguir fazer o acesso, pode ser porque a empresa de crédito com a qual você se relaciona ainda não enviou os seus dados positivos. 

Dá para solicitar junto a eles a sua inclusão e começar a acompanhar a sua evolução financeira.   

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *