Aprenda a quitar dívidas do seu cartão

Larissa Civita

| 4 minutos para ler

Aprenda a quitar dívidas do cartão de crédito

Continua depois da publicidade

Não tem dinheiro para pagar o cartão de crédito e não sabe o que fazer? Apesar de ser um grande problema, existem soluções para pagar as dívidas do seu cartão, e o Bom Pra Crédito esclarece como quitar dívidas do seu cartão de crédito mesmo sem ter dinheiro.

Mas para se livrar da dívida do cartão de crédito de uma vez por todas, é preciso fazer a escolha certa, senão a situação que já não está fácil, tende a piorar.

O cartão de crédito lidera o ranking dos juros mais altos do mercado de crédito. Por isso, se você está pensando em esperar um determinado tempo para negociar a sua dívida, saiba que a dívida do cartão de crédito cresce muito rápido e você corre o risco de ter o seu nome arruinado na praça.

A seguir, saiba como quitar dívidas do cartão de crédito sem perder o controle financeiro e como evitar novas dívidas:

Qual a situação do seu cartão de crédito?

O vencimento da fatura do seu cartão de crédito já passou e você não conseguiu pagar? Ou, então, pagou o mínimo e já sabe que no mês seguinte não vai dar para quitar dívidas do cartão de crédito?

Em ambas as situações, a dívida não é mais a mesma, e o problema pode piorar se você não buscar uma solução rápida. A partir do primeiro dia de atraso, começam a correr os juros.

No caso do pagamento mínimo, você opta, na verdade, pelo crédito rotativo, que funciona como um financiamento do valor que não foi pago. E isso, infelizmente, pode sair muito caro para o seu bolso e arruinar a sua vida financeira.

Como quitar dívidas do cartão de crédito?

Nesse momento, o foco principal é não deixar a dívida do cartão de crédito crescer. Para quitar dívidas do cartão de crédito, você tem duas alternativas: parcelar a dívida (saldo devedor do cartão) ou pedir um empréstimo pessoal com taxas de juros mais baixas que a do cartão de crédito.

Com as novas regras do cartão de crédito, que entraram em vigor em 2017, os bancos são obrigados a oferecer o parcelamento do saldo devedor. Por esse motivo, a opção de parcelamento agora tem encargos mais altos e continuam aumentando. Esclareça com a administradora do seu cartão as taxas cobradas no parcelamento.

Para não aumentar ainda mais a sua dívida do cartão de crédito, quitar o valor total da fatura o quanto antes é a solução ideal. É claro que, se você não tiver o dinheiro em mãos, a opção mais prática e mais barata é um empréstimo pessoal.

Conheça alternativas ao cartão de crédito e cheque especial

Solicite seu empréstimo pessoal

Sem custo e sem compromisso!

Quem está no vermelho e acredita que o cheque especial pode ser a salvação, se engana, pois os juros do cheque especial só perdem para os do cartão de crédito. Sendo assim, a escolha pelo empréstimo pessoal é mais inteligente porque:

  • É uma opção de crédito que possui juros menores que o do cartão de crédito ou cheque especial;
  • Você pode usar o dinheiro do empréstimo pessoal não só para quitar dívidas do cartão de crédito, como também outros débitos em aberto;
  • Com parcelas mensais acordadas, não tem surpresa: fica mais fácil você controlar o débito e equilibrar o orçamento;
  • É uma forma de liberar o limite total do seu cartão de crédito e, claro, para começar a usá-lo a seu favor;
  • Pagando o seu empréstimo em dia, você aumenta as chances de conseguir um novo empréstimo com juros mais atrativos.

Dívidas do cartão de crédito: negativação do nome

“Quando não pago a dívida do cartão de crédito, em quanto tempo o nome fica sujo?” Essa é uma das dúvidas das pessoas quando estão com medo de terem o seu nome incluído no cadastro de órgãos de inadimplentes.

A inclusão do CPF nos órgãos de crédito não acontece de maneira automática e também não existe um prazo padrão. A partir do primeiro dia de atraso, já é possível solicitar a inclusão.

Porém, antes de solicitarem aos órgãos de proteção ao crédito, as empresas informam sobre o atraso por meios diversos, como telefone, carta, SMS, e avisam previamente que o nome será negativado em poucos dias.

Dívidas do cartão de crédito: como evitar a bola de neve?

O descontrole financeiro com o cartão de crédito é comum entre os brasileiros. E a explicação para isso é até fácil: aquela falsa sensação de ter mais dinheiro.

Então, para evitar novas dívidas do cartão de crédito, é preciso enxergar a realidade e começar a encarar a sua vida financeira com mais cuidado:

  • Determine o quanto do limite você poderá usar por mês, sem pesar no seu orçamento, e siga à risca esse valor;
  • Utilize o cartão de crédito de maneira consciente: mude os seus hábitos de consumo, se necessário;
  • Acompanhe os gastos do cartão de crédito no app ou no site, inclusive, as cobranças automáticas;
  • Controle os seus gastos em uma planilha de gastos, para manter as finanças pessoais em dia;
  • Evite ao máximo o pagamento de contas e saques com o cartão. Esses serviços não são nada baratos.
  • Atente-se a data de vencimento: escolha uma data próxima ao recebimento do salário, para não correr o risco de ficar sem dinheiro para pagar;
  • Fique sempre de olho nas tarifas dos serviços do seu cartão de crédito, como tarifa de limite emergencial de crédito e segunda via de cartão.

Conte com o Bom Pra Crédito para solicitar um empréstimo e quitar as dívidas do cartão de crédito o quanto antes!

Leia também:

» 5 motivos para não deixar sua proposta de crédito expirar

» Aprenda a consultar o saldo da Nota Fiscal Paulista e mais!