Blog > Amortização: O que é, Como Funciona e Qual o Melhor Sistema
Empréstimo Pessoal - todas as financeiras num só lugar

Amortização: O que é, Como Funciona e Qual o Melhor Sistema

Amortização: O que é, Como Funciona e Qual melhor SistemaVocê já ouviu falar sobre amortização? 

Para muitos, uma das formas mais viáveis de conseguir realizar o sonho de ter a casa própria é por meio de um financiamento. 

Este é um tipo de crédito concedido para que a pessoa pague parcelado até quitar a dívida. Muitos ainda têm dúvidas sobre financiamentos, incluindo a parte da amortização das parcelas.

Neste artigo falaremos detalhadamente sobre a amortização.

SOLICITE SEU EMPRÉSTIMO PESSOAL

O que é amortização?

A amortização é uma redução de determinada dívida em parcelas. Esse é um método que decorre de quando quem contraiu a dívida paga o parcelamento de um financiamento bancário, por exemplo. 

A seguir, descubra mais sobre como funciona esse processo.

O que é amortização de empréstimos?

O que é amortização de empréstimos?É sempre importante para as micro ou pequenas empresas obter capital de giro para os seus negócios se manterem funcionando no mercado.

Em muitos casos, isto somente é possível graças a um empréstimo ou financiamento feito por bancos ou outras instituições financeiras.

Assim, é importante para estes empresários saber o que significa o termo e mais sobre as variadas formas de amortização, a fim de poder escolher a que melhor se adequa ao seu caso e seja mais vantajosa.

Amortizar significa amenizar, tornar suave. Assim, os sistemas de amortização são formas suaves de quitar uma dívida por meio de parcelamentos.

Taxa pré e pós-fixada

As taxas pré-fixadas são bastante simples: elas são definidas de forma prévia, permitindo ao consumidor conhecer, no momento da contratação, o valor preciso das taxas de juros e de todas as parcelas que ele irá pagar, de forma fixa e durante todo o contrato.

Já as pós-fixadas são aquelas que se vinculam aos índices de inflação. São também conhecidas como taxas de juros de curto prazo, que podem variar de acordo com a economia do país.

Na prática, o consumidor que escolher os juros pós-fixados sempre terá mensalmente o valor da prestação do seu financiamento alterado de forma imprevisível.

Como funciona a amortização?

Como funciona a amortização?Na amortização, a dívida é extinta por meio de pagamentos regulares, planejados previamente, de forma que as prestações correspondam à soma do pagamento dos juros do saldo devedor, sendo os juros sempre calculados sobre este saldo.

Em poucas palavras, a amortização é aquilo que se devolve ao banco pelo empréstimo tomado.

A cada mês, a dívida deverá ser menor que a do mês anterior. Desta forma, a dívida é quitada por partes. 

Geralmente, este processo ocorre em transações para créditos habitacionais, de financiamentos imobiliários para compra da casa própria.

Alguns dados sobre a amortização:

  • O valor total a ser pago sempre será a soma do que foi emprestado em dinheiro com custos operacionais e outras taxas;
  • Os juros incidem sobre o valor principal;
  • As taxas de juros podem ser pré-fixadas, ou seja, não variam com o tempo, assim, quem assume a dívida saberá quanto irá pagar desde o começo;
  • As taxas de juros também podem ser pós-fixadas quando há uma correção monetária, assim, algumas taxas podem determinar qual será o valor das parcelas e o valor final da dívida.

O melhor a se fazer quando se precisa de financiamento é decidir pelo prazo mais curto, a fim de pagar menos juros.

Como calcular a amortização?

O cálculo é dado por uma fórmula cujo valor da amortização é igual à parcela do valor principal do financiamento junto com os juros. Este cálculo é utilizado para qualquer método de amortização, tanto o SAC quanto o Price, SAM, e outros.

Fórmula da Amortização

Há sempre uma cobrança de juros em uma dívida. Desta forma, para amortizá-la, é preciso que o pagamento seja em quantidade maior do que o valor dos juros que serão cobrados durante o período. Assim, temos a seguinte fórmula para a amortização:

Amortização = Parcela – Juros

Por exemplo, uma dívida de R$ 1.000,00 acumulou R$ 40,00 de juros depois de um mês, e um pagamento de R$ 90,00 foi feito; a amortização será o resultado de R$ 90,00 – R$ 40,00 = R$ 50,00. Ou seja, o valor amortizado é de R$ 50,00.

Vantagens e Riscos da Amortização

Vantagens e Riscos da AmortizaçãoUma das principais vantagens da amortização é pagar bem menos do que se pensava por um imóvel, o que pode pesar menos nas despesas.

Há também uma maior estabilidade das finanças de quem opta por este sistema, pois não há necessidade de se preocupar com aumento dos juros futuramente.

Mas nos principais métodos mencionados, tanto a Tabela Price quanto a SAC, há vantagens e riscos.

Desta forma, antes de escolher o tipo de amortização, é essencial estudar cada um deles e os seus lados positivos e negativos, a fim de fazer uma escolha cuidadosa.

No caso da Tabela Price, os valores mensais de pagamento são fixos e antecipados, não dependendo de oscilações da economia.

Esta é uma forma de pagar pouco a pouco e com prazos maiores. Mas, mesmo com estas vantagens, o usuário ainda poderá correr risco de futuramente não ter dinheiro suficiente para quitar as próximas parcelas.

É importante ter uma organização financeira e um planejamento para que seja possível ter esse valor todo mês para este fim.

Na SAC, é possível para o contratante se ver livre de parte da dívida logo nos primeiros meses.

Este método é mais utilizado por aqueles que tem muito dinheiro para dar logo nos primeiros pagamentos e assim saldar a dívida em pouco tempo e não ficar inadimplente futuramente.

A desvantagem deste sistema são as oscilações das taxas mensais, que podem ser diferentes umas das outras no decorrer dos meses. Por isso, o cuidado ao escolher este método deve ser redobrado.

Amortizar x Refinanciar –  O que é melhor?

Algumas vezes, a amortização pode não ser muito vantajosa em comparação com um refinanciamento. 

Caso você esteja pagando muito caro pelos juros, o melhor talvez seja trocar por outra opção mais barata, com menores taxas. Um empréstimo pessoal pode ser a melhor opção neste caso.  

Com uma prestação mais suave, a dívida não vira uma bola de neve e você pode pagar de acordo com suas possibilidades.

Refinanciar é uma forma de ter acesso a maiores quantias, conseguindo linhas de crédito com prazos mais longos e taxas mais baixas. Neste método, caso você queira, pode refinanciar um veículo ou imóvel, os deixando como garantia. Ou seja, você somente terá o bem no seu nome após a quitação da dívida, mas poderá usufruir dele como quiser.

SOLICITE SEU EMPRÉSTIMO PESSOAL

Quais os tipos de sistemas de amortização

A amortização pode ocorrer por meio de três métodos que se destacam por serem os mais utilizados. 

Geralmente, os meios de pagamento de financiamentos ocorrem de acordo com os seguintes sistemas de amortização:

Sistema de amortização constante – Tabela SAC – Como calcular

Sistema de amortização constante - Tabela SAC - Como calcularA Tabela SAC é um método conhecido como Sistema de Amortização Constante, e possui o tipo de pagamento periódico pós-fixado em que as parcelas são pagas de forma constante, ou seja, com o mesmo valor mensalmente.

O que varia são os juros, que começam em um determinado nível e vão diminuindo até o final do pagamento das prestações.

Para calcular uma das parcelas do sistema SAC, é só dividir o valor integral da divida pela quantidade total de meses de sua quitação, a fim de obter o valor real das amortizações mais os juros.

Um exemplo é a prestação de um empréstimo de R$ 120 mil pago no período de 1 ano (12 meses).

A amortização, neste caso, será de R$ 10 mil reais mensais, sendo que as primeiras prestações poderão ter um valor maior devido aos juros.

Com uma taxa de 10% ao mês por exemplo, a parcela inicial seria de R$ 11.200,00 e a última de R$ 10.100,00.

No sistema SAC, como dito, o valor da amortização é sempre constante. E como você reduz sua dívida todos os meses o custo que terá com o pagamento de juros também vai diminuir.

É por isto que a sua prestação pela tabela SAC é menor a cada mês. O cálculo é feito baseado na seguinte fórmula:

Prestação = Juros + Amortização

Para calcular a amortização, basta dividir o valor do débito pela quantidade de parcelas.

Para achar o valor fixo da amortização de uma dívida de R$ 300.000,00 que será paga em 360 prestações temos que dividir 300.000/360. O valor da amortização será de R$ 833,33.

Para calcular os juros, é simples. Basta você multiplicar o valor da dívida no momento e o saldo devedor, pelos juros.

Sistema de amortização americano e como calcular

O Sistema Americano de Amortização tem por característica pagamentos mensais similares aos juros.

Neste método, não há amortização mensal, mas a amortização total da dívida em um pagamento único no final do tempo estipulado, que pode ser de meses ou anos.

Vejamos por meio de um exemplo, como funciona o sistema americano de amortização.

Uma dívida precisa ser quitada em 12 meses com juros de 9% a.m. No sistema americano de amortização, a evolução da dívida se daria da seguinte forma:

  • 1ª prestação: R$1.170,00 de juros
  • 2ª prestação: R$1.170,00 de juros
  • 3ª Prestação: R$1.170,00 de juros
  • 4ª Prestação: R$1.170,00 de juros
  • 5ª Prestação: R$1.170,00 de juros
  • 6ª Prestação: R$1.170,00 de juros
  • 7ª Prestação: R$1.170,00 de juros
  • 8ª Prestação: R$1.170,00 de juros
  • 9ª Prestação: R$1.170,00 de juros
  • 10ª Prestação: R$1.170,00 de juros
  • 11ª Prestação: R$1.170,00 de juros
  • 12ª Prestação: R$13.000,00 de amortização, R$1.170,00 de juros

Durante 1 ano (12 meses), você pagou o valor de R$ 14.040,00 somente de juros, e a dívida principal somente será quitada quando forem pagos os R$ 13.000,00 no final do período do financiamento, gerando um valor total de R$ 27.040,00 que é uma soma dos juros com o principal pago.

Neste método, é possível diminuir o valor principal em que os juros são calculados quando quitar uma parte do débito antecipadamente ao final do contrato.

Sistema francês de amortização – Tabela Price e como calcular

Sistema francês de amortização - Tabela Price e como calcularTabela Price é o mais conhecido e popular método, embora esteja sendo utilizado cada vez menos no Brasil devido às altas taxas de inflação.

É também conhecido como Sistema Francês, no qual as prestações também são fixas e as amortizações são crescentes, mas os juros vão caindo com o passar dos meses.

Este sistema representa, em média, cerca de 80% dos planos utilizados para liquidar um empréstimo.

A Tabela Price é muito utilizada em compras de eletrodomésticos e veículos, quando é feito um crediário.

No método Price, os juros são calculados antecipadamente e inseridos nas parcelas, assim, a amortização não é constante. Neste caso, o valor principal é que vai diminuindo.

Para realizar o cálculo da Tabela Price, é importante ter em mente que as parcelas são fixas.

As prestações são compostas de juros e não do valor principal. Com o passar dos meses, os juros irão cair, mas o valor principal permanece o mesmo.

Qual o melhor sistema de amortização?

Qual o melhor sistema de amortização?É importante, em primeiro lugar, saber qual o destino do financiamento. No caso de financiamentos para aquisição da casa própria, ambos são indicados como opção.

Mas, o que vai fazer a diferença serão as suas finanças pessoais, ou seja, o que irá pesar menos no seu bolso.

Também é importante avaliar em quanto tempo você pretende quitar a dívida e assim fazer um planejamento para saber se você terá condições de cumprir com o acordado durante todo o período do financiamento.

Vejamos algumas vantagens dos sistemas SAC e Price:

  • Valores fixos – Este é no caso da Tabela Price, que possui um valor fixo mensal com juros variáveis.
  • Não oscilar com a economia – Mais uma vez este item se refere sobre a Tabela Price, pois uma de suas características é não ser influenciada pelas oscilações econômicas, possuindo uma taxa pré-fixada.
  • Maiores prazos – Diferente da SAC, a Tabela Price oferece prazos maiores, tendo em vista a sua prestação ser fixa. Não há necessidade de pagamento de valores maiores iniciais e o consumidor possui mais tempo para a quitação das prestações. Como as parcelas do SAC são mais altas, pode ocorrer de o interessado ficar com o orçamento todo comprometido se ele tiver outras dívidas além desta.
  • A dívida é quitada mais rapidamente – Neste caso, falamos da amortização SAC, pois como ela vai reduzindo com o passar do tempo, o interessado já paga a maior parte do montante inicialmente, sendo possível quitar o empréstimo em menos tempo.
  • Para quem está achando que o sistema Price é o melhor, isto pode ser enganoso, já que o SAC pode vir a ser até 10% mais econômico que o Price. No caso de você não achar grande esta diferença, pense em um valor de R$ 250 mil de empréstimo. 10% deste valor é R$ 25 mil. Uma quantia considerável, que inclusive dá para comprar um carro popular.

Outro ponto positivo para o SAC é a parcela que é decrescente no decorrer dos meses e, quando terminar o financiamento, o valor pago será consideravelmente menor do que o do método da Tabela Price.

Ou seja, o SAC pode ser o mais vantajoso e recomendado, mas nem sempre pode ser possível utilizá-lo. 

Assim, é importante avaliar junto ao seu banco o melhor método, pois isto, conforme já mencionado, precisa levar em conta a sua situação financeira em primeiro lugar.

O que é amortização de um contrato?

A amortização de um contrato é mais comum quando alguém contrata um financiamento imobiliário. Há algumas regras que devem ser seguidas quanto à amortização das parcelas.

No caso de crédito imobiliário, aquele que tomar emprestado dinheiro para aquisição do imóvel, seja casa ou apartamento, fica com o compromisso de pagar o valor que pediu emprestado mais os juros que são devidos durante o período de tempo de pagamento das parcelas, que é acordado previamente.

O comprador pode escolher como será a amortização das prestações, assim, é importante planejar bem essa decisão, visto que poderá influenciar a maneira de como a dívida será paga no decorrer do tempo.

Conclusão

ConclusãoAssim, se você está pensando em fazer um financiamento, esperamos que possamos ter esclarecido bem sobre a questão de amortização, seu conceito, para que serve e as vantagens de cada método.

Lembre-se sempre que antes de solicitar um financiamento, é importante planejar-se financeiramente com antecedência, pois isso será muito útil na organização do orçamento para a quitação das dívidas mensais.

Caso tenha interesse em um empréstimo pessoal, o Bom Pra Crédito garante encontrar o melhor empréstimo do mercado para você com um só cadastro. 

Se você ainda tem dúvidas, sugerimos navegar pelo nosso site para que possa acompanhar todos os nossos outros artigos e dicas financeiras. Ou, pode nos mandar um e-mail em atendimento@bompracredito.com.br

SOLICITE SEU EMPRÉSTIMO PESSOAL

By | 2019-07-18T11:45:17-03:00 18 de julho de 2019|